Login:
Senha:
top of page
  • Foto do escritorAdvocacia Dias Polini

O QUE É A ESG E COMO ELA VEM TRANSFORMANDO EMPRESAS

A sigla ESG deriva das palavras inglesas Environmental (ambiental), Social (social) e Governance (governança), e a cada dia mais vem sendo citada em artigos, revistas e jornais, principalmente dentro do setor corporativo.

O termo surgiu em 2004, pelo Banco Mundial e Organização das Nações Unidas (ONU) desafiando grandes instituições financeiras sobre como integrar fatores sociais, ambientais e de governança no mercado financeiro e de capitais, já que esses temas não faziam parte das análises financeiras e passaram a ter grande destaque nas organizações.

Para investidores, a análise desses fatores da ESG se tornam cada vez mais relevantes, pois incidem diretamente aos riscos financeiros dos negócios. Estudos apontam que as empresas comprometidas com os critérios de sustentabilidade, que está ligado ao trato do meio ambiente, demonstram melhor desempenho financeiro a longo prazo.


Atualmente, as tendências globais se relacionam com a mudança de hábitos dos consumidores e assim, o mercado financeiro pressionam as entidades e empresas sobre o que está sendo feito em relação ao tema meio ambiente, social e governança.



Meio Ambiente

Os fatores relacionados a meio ambiente referem-se às práticas da empresa ou entidade voltados ao impacto ambiental positivo ou a redução dos impactos negativos.


Social

Diz respeito à responsabilidade social e ao impacto das empresas em prol da sociedade, bem como dentro da empresa, como as legislações trabalhistas, remuneração justa aos colaboradores e iniciativas de inclusão social.


Governança

Este fator está relacionado quanto às políticas, processos, estratégias e orientações de administração de empresas e entidades. Se reflete na estrutura interna de tomada de decisões, competências bem definidas a cada dirigente, somado com o respeito aos valores, ética e transparência, como boas práticas de governança.


Nessa busca das empresas, sejam elas de pequeno ou grande porte, para adequarem-se às boas práticas ambientais, sociais e de governança, assim como nós, como pessoas físicas, também podemos aplicar essas condutas no dia a dia influenciando a cadeia como um todo e assegurar o futuro das próximas gerações.

*Por Juliana Midori Kubo

Advogada associada

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page